Carregando...
 

Prazeres do Paladar

Coco seco - Driblando a natureza


24485 Visitas
Publicado por RoxWolf em 19/01/2013
Image
Inteirinho e com água dentro!
Como descascar um coco seco sem sofrer acidentes, precisar subir no telhado de sua casa ou mesmo no décimo andar do seu prédio para arremessá-lo? Se você cansou de "sofrer" tentando abrir uma dessas "invenções" da natureza, aprenda aqui uma técnica mais simples para realizar esta tarefa!

Material necessário:

1 coco seco lol;
1 boca de fogão;
1 martelo;
Item opcional (caso você seja do sexo feminino): Marido, noivo, namorado ou um vizinho desocupado - eu usei o meu marido que estava disponível no momento.

Instruções:

  1. Coloque o coco inteiro diretamente na boca do fogão.
  2. Acenda a chama.
  3. Deixe queimar por 1 minuto.
  4. Desligue o fogo e vire o coco com muito cuidado para não se queimar na chapa. O coco não esquenta muito, mas mesmo assim, cuide-se para não se queimar com ele!
  5. Acenda a chama novamente e espere mais um minuto para queimar as fibras.
  6. Continue fazendo isso até as fibras do coco queimarem por completo.
  7. Quando você ouvir um estalo na casca do coco é sinal de que a "castanha" já se soltou. Desligue o fogo.
  8. Aguarde esfriar ou amornar para não se queimar e também para que a castanha se retraia.
  9. Segure o coco já frio e martele a casca de todos os lados para que ela trinque por completo.
  10. Vá retirando os pedaços da casca com cuidado até que a castanha esteja solta.
  11. Pronto! Agora você já sabe como descascar um coco sem sofrimento (seu, não o do coco!).

Observação: Como nada na vida é perfeito, a única desvantagem que vi neste método, é que a boca do fogão fica cheia de fuligem, mas perto de lavar o quintal todo sujo de água de coco, é moleza limpar o fogão!


Agora que você retirou a casca do seu coco com sucesso, você poderá utilizá-lo para fazer:

Coco ralado

Você pode utilizar o coco ralado "cru" ou seco, passando a "castanha" do coco no ralador grosso ou fino. Utilize em bolos, doces, sorvetes, biscoitos, cremes, recheios, etc.

Para secar: Forre uma forma com papel alumínio e espalhe o coco ralado. Asse em forno baixo até secar, mexendo de vez em quando. Não deixe escurecer muito para não alterar a cor dos pratos que você utilizá-lo. Armazene em recipiente bem fechado.
Obs.: Se você quiser um coco ralado bem branquinho, não rale a parte escura do coco. Retire a parte escura com uma faca ou passe pelo ralador somente a parte branca interna. A parte escura pode ser consumida separadamente.

Leite de coco

Bata a "castanha" do coco (somente a parte branca) com a própria água do coco e mais um pouco de água filtrada. Coe em um pano de algodão ou em coador de pano para café. Esprema bem para retirar todo o leite. Guarde na geladeira em recipiente tampado.

Farinha de coco

A "massa" que sobrou no pano da extração do leite de coco, você pode torrar e fazer uma farinha de coco ou até mesmo congelar num pote fechado para usar futuramente.
Para fazer a farinha, forre uma forma com papel alumínio e espalhe a "massa" do coco. Asse em forno baixo até secar, mexendo de vez em quando e desmanchando as "pelotas" que se formarem. Não deixe escurecer muito para não alterar a cor dos pratos que você utilizá-la. Armazene em recipiente bem fechado. Esta farinha pode ser adicionada em bolos, pudins, cremes, sucos, vitaminas, pães, etc.

O coco é um fruto rico em proteínas, carboidratos, vitaminas A, B1, B2, B5 e C, e também em sais minerais, principalmente o potássio.


informaçãoCréditos
Esta dica foi dada pelo Bill, um baiano que vende coco e frutas perto da casa de minha mãe em Guarulhos/SP.
Bill, valeu! Nunca pensei que isso fosse possível! Risos.



Texto: Rosângela Bittencourt Wolf
Foto: Roni Wolf

Ads by Google

Parceiros